O governo da Hungria exigiu, esta quinta-feira, explicações à embaixada da Alemanha em Budapeste sobre o despedimento do treinador de guarda-redes Zsolt Petry, do Hertha Berlim.

Petry foi despedido na sequência de comentários proferidos durante uma entrevista a um jornal húngaro, em que criticou o compatriota Peter Gulácsi, do RB Leipzig, por apoiar o casamento homossexual.

 

No pedido feito à embaixada alemã, o vice-ministro das Relações Exteriores, Levente Magyar, explicou que a Hungria está consternada pelo facto de que alguém na Alemanha possa sofrer represálias por expressar as suas ideias» e que «limitar a liberdade de expressão é inaceitável».

Despedimento de treinador causa incidente diplomático
Source:
Source 1

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here