A poucos dias de começar o Euro-2020, Fernando Santos foi questionado sobre o estado de espírito dos jogadores, nomeadamente na questão da trocas de clubes, uma vez que se aproxima a abertura do mercado.

«Tenho 26 jogadores e serão só quatro ou cinco que estão nessa situação. Eles estão todos no mesmo nível e se eu sentir que um jogador não está a pensar na Seleção, não está mentalmente forte para participar nos jogos, tenho muita pena mas vai ficar de fora. Em 2018 [Mundial] havia alguns jogadores sem clube, agora não. Não se compara com o que aconteceu em 2018: estes jogadores têm clubes. Nesse Mundial alguns jogadores chegaram com pouca cabeça porque não tinham clube», sublinhou, garantindo concentração.

«Eles estão mais do que preparados mentalmente e há uma motivação enorme. O importante é que querem as coisas saiam bem retificar aquilo em que podemos ser melhores. Qualidade têm em excesso e tem de se transportar isso para o coletivo. A máquina vai afinando e não tenho dúvidas de que vai ser um grande jogo [de estreia] com a Hungria», referiu na conferência de imprensa que se seguiu à goleada por 4-0 sobre Israel.

«Sei o que vamos ter de fazer para ganhar. Temos de interpretar bem isso. Portugal não esteve tão bem em alguns aspetos no jogo com Espanha e o resultado nem foi assim tão mau. O caminho é continuar a progredir, os jogadores estão muito motivados», garantiu ainda.

«Em 2018 alguns chegaram com pouca cabeça porque não tinham clube. Agora não»
Source:
Source 1

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here