O Sporting deu a conhecer, esta quinta-feira, as linhas gerais do projeto denominado ‘Cidade Sporting’, que envolverá desporto, arte e tecnologia, com o objetivo de dinamizar o Estádio José Alvalade, o pavilhão João Rocha e zonas envolventes.

O projeto, informa o clube, arranca no próximo mês de maio «com a criação de uma artéria verde, que simulará uma pista de tartan – que o Sporting CP deixou de ter com a demolição do antigo estádio –, que ligará os dois edifícios leoninos.»

A segunda fase, prevista para junho, contempla a criação de um campo de basquetebol e de um parque de skate junto ao estádio, sendo que os dois espaços «serão alvo de pinturas de arte urbana, ganhando também uma dimensão cultural e uma atrativa estética adicional.»

«O campo de basquetebol embora não seja oficialmente de 3×3 – modalidade olímpica a partir deste ano –, está alinhado com o projecto 3×3 BasketArt, promovido pela Federação Portuguesa de Basquetebol (FPB)», pode ler-se no site do Sporting.

Explica ainda o clube que o projeto ‘Cidade Sporting’ «vem, assim, de certa forma, também ao encontro da própria cidade de Lisboa, que em 2021 é Capital Europeia do Desporto, e que com isso dará aos lisboetas e aos seus visitantes novos espaços para a prática desportiva.»

«A Cidade Sporting foi e está, inclusive, a ser planeada com a colaboração da Câmara Municipal de Lisboa (CML), nomeadamente através do Gabinete de Arte Urbana (GAU), e com a Junta de Freguesia do Lumiar», indicam os leões, salientando o «papel social de enorme relevo» adjacente a um projeto que será «uma espécie de ‘Cidade-Museu’, com o Sporting no seu epicentro, reunindo as vertentes desportiva, cultural e empresarial do clube.»

Leões lançam ‘Cidade Sporting’ para dinamizar Alvalade
Source:
Source 1

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here