De menino franzino e indígena da costa a um portento de jogador, a evolução de Díaz foi feita desde os recreios de Barrancas aos primeiros grandes palcos em Barranquilla. Pelas mãos de Júlio Comesaña foi estreado pelos tiburones em 2017, disparando como craque com ele em 2018, ao faturar 16 golos.

O técnico, de 69 anos, ainda hoje se rende como maior entusiasta das qualidades do guajiro contratado pelo FC Porto ao Junior. Continua a ver o mesmo talento.

 

«Nada do que fez se apresenta como novidade para mim. Tudo o que faz já fazia no Junior. É um jogador em pleno desenvolvimento, o mais importante é que é capaz de repetir o seu grande jogo num nível muito superior como na Europa e, agora, na Copa América», relata Julio Comesaña, vendo-o como um dos elementos mais determinantes para o futuro da Colômbia.

«Estamos perante alguém que se pode associar facilmente a jogadas coletivas, solucionar outras e ganhar jogos sozinho. E, mais importante, é generoso no esforço em prol da equipa», acrescenta, medindo as possibilidades de Luis Díaz se projetar rapidamente num clube de maior dimensão. «Não estou a seu lado e não conheço em profundidade o FC Porto e as suas aspirações mas digo-o, com muito respeito, que me parece ser o momento certo para ter um desafio maior numa equipa de elite mundial, enfrentando os melhores, acompanhado dos melhores», sustenta Julio Comesaña.

Leia mais na edição digital ou na edição impressa de A BOLA.

«Luis Díaz merece já a elite mundial»
Source:
Source 1

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here