Endiabrado e feliz, determinante e sedutor, Nani vive o seu momento alto em Orlando e surge como um dos grandes responsáveis por início de época de alto nível do clube da Florida, finalista vencido da última Major League Soccer (MLS). Na sua terceira época no clube, o internacional português, agora com 34 anos, soma já cinco golos apontados em sete jogos, juntando ainda várias assistências, dignas daquele que foi sempre o seu perfume diferenciado.

O contributo de Nani está colado na boa prestação da equipa treinada pelo colombiano Óscar Pareja, que ainda não consentiu qualquer derrota, somando quatro vitórias e três empates. Técnico e jogador estão juntos pelo segundo ano – antigo internacional pela Colômbia, participou, por exemplo, na Copa América de 1991 – e vivem bonita simbiose numa temporada em que Nani também ostenta braçadeira de capitão. A goleada de 5-0 ao San Jose Earthquakes elevou o seu protagonismo com um golo e dois passes decisivos, mantendo os lions – até com a alcunha o craque português convive bem – firmes na perseguição ao New England Revolution na Confederação Este.

Apesar da pandemia ter afastado um pouco os níveis de idolatria habitual, Nani vai ganhando um estatuto semelhante ao de Kaká, a grande estrela do percurso do emblema na MLS. Neste último jogo deixou para trás o fenómeno brasileiro em golos pelo Orlando City, passando a somar 26 em 65 jogos, ao passo que o médio fez 25 em 77 em três temporadas completas. Numa altura que decorre o Europeu, fomos perceber com Óscar Pareja se o extremo, campeão europeu em 2016, teria ainda condições de figurar nas contas da Seleção Nacional.

«Será sempre uma opinião de quem acompanha os Europeus mas com alguma distância. Também segui a competição em 2016. Aquilo que sei é que jogadores de tanta categoria como Nani têm sempre algo importante a acrescentar a um grupo. As capacidades para competir ao mais alto nível com a sua seleção estão intactas», evidencia o técnico cafetero, de 52 anos, senhor de uma longa ligação à MLS como jogador e treinador.

«O impacto de Nani no clube e vendo, sobretudo, o que está fazendo neste momento, é algo muito relevante. É consequência do seu profissionalismo, da forma como se ajustou à cidade e às pessoas. Tem sido um exemplo enorme para os nossos jovens, na forma como se cuida e se treina. Sem esquecer toda a competência vasta que tem. Foi um grande acerto do clube ter contratado alguém de tanta excelência futebolística», afirma Óscar Pareja, saltando para o rendimento superlativo e brilhantismo mais recente.

Leia mais na edição digital ou na edição impressa de A BOLA.

«O impacto de Nani é algo muito relevante»
Source:
Source 1

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here