O galês Mark Williams, de 46 anos, 10.º do ‘ranking’, é o único campeão mundial de snooker sobrevivente à hecatombe de ases do taco chegados aos quartos de final do British Open, segunda prova da época 2021/22 da World Snooker, que irá terminar no domingo, dia 22, na Morningside Arena, em Leicester (Inglaterra).

O ‘Welsh Potting Machine’, quinto jogador mais ganhador de sempre da era moderna desta variante do bilhar em provas de ‘ranking’ – superado apenas por Ronnie O’Sullivan, Stephen Hendry, John Higgins e Steve Davis – recuperou de 1-2 na noite desta sexta-feira, nos ‘oitavos’, para vencer por 3-2 o chinês Zhang Jiankang (3-2): está a três vitórias do 24.º título em 29 anos de profissional (desde 1992).

Tricampeão mundial (2000, 2003 e 2018) e com sete títulos da ‘Triple Crown’ – além dos títulos mundiais, venceu o Masters em 1998 e 2003, e o UK Championship em 1999 e 2003 -, Mark Williams, que já venceu no corrente ano (mas prova ainda relativa à época 2020/21, não à presente) a WST Pro Series, terá pela frente nos ‘quartos’ o inglês Ricky Walden. ‘Willo’ espreita 37.ª final em provas de ‘ranking’…

As grandes surpresa desta sexta-feira foram a saída de cena do número dois mundial, o inglês Judd Trump (campeão mundial em 2019), batido pelo 49.º da hierarquia, o seu compatriota Elliot Slessor (2-3)… e do campeão do torneio: o escocês John Higgins, tetracampeão mundial (1998, 2007, 2009 e 2011) foi batido nos ‘16avos’ por Ricky Walden, 1-3.

Também o novo número um, o seu compatriota Mark Selby, tetracampeão mundial (2014, 2016, 2017 e 2021), não resistira, na quinta-feira, diante de Ali Carter (0-3), num torneio no qual Selby, a jogar em casa, afastara Shaun Murphy, campeão mundial de 2005 e atual vice-campeão mundial (3-2, e no qual Ronnie O’Sullivan e o australiano Neil Robertson não participaram.

Atenções viradas, ainda, para o inglês David Gilbert. Em notável forma aos 40 anos, o 18.º do ’ranking’ venceu a prova inaugural de 2021/22 – a Championship League – e neste British Open bateu Hammad Miah (3-0) nos ‘oitavos’. Defrontará nos ‘quartos’, sábado, o compatriota Gary Wilson. Gilbert está nos oito melhores em Leicester e tenta segundo título de ‘ranking’ de rajada… após 20 anos profissional sem ter vencido um único até ao corrente mês…

Os quartos de final e as meias-finais do British Open serão jogados sábado na Morningside Arena, em Leicester (Inglaterra) à melhor de sete: até um jogador ganhar quatro (de 4-0 a possíveis 4-3).

A final do Open de Inglaterra, segundo torneio da época 2011/22 da World Snooker – pontuável para o ‘ranking’ e transmitido para Portugal (EuroSport) -joga-se no domingo, dia 22 (20 horas) à melhor de 11 ‘frames’: é preciso vencer seis (6-0 a possíveis 6-5) para encontrar o sucessor de John Higgins, último campeão da prova, no longínquo ano de… 2004.

O campeão do British Open levará para casa £100 mil (€117 mil) do total de £470 mil (€550 mil) de ‘prize money’ do torneio. O finalista vencido arrecadará 45 mil libras (52.683 euros) e a presença nas meias-finais garante £20 mil (23.415 euros) a quatro profissionais. Os oito que chegaram aos quartos de final, e ao penúltimo dia de prova, têm já mínimo garantido de 12 mil libras (14.048 euros).

Oitavos de final do British Open, esta sexta-feira (apurados a negro):

Jimmy Robertson-Stephen Maguire, 3-0

Ali Carter-Elliot Slessor, 1-3

Ricky Walden-Ross Muir, 3-1 

Joe O’Connor-Zhou Yuelong, 2-3 

David Gilbert-Hammad Miah, 3-0 

Lu Ning-Lukas Kleckers, 3-0

Zhang Jiankang-Mark Williams, 2-3

Hossein Vafaei-Gary Wilson, 2-3

Quartos de final e meias-finais, sábado (hora local, a mesma em Portugal continental):

Zhou Yuelong-Elliot Slessor (13 h)

David Gilbert-Gary Wilson (13 h)    

Lu Ning-Jimmy Robertson (14 h)

MarkWilliams-Ricky Walden (14 h)

Meias-finais:

David Gilbert/Gary Wilson-Zhou Yuelong/Elliot Slessor (19 h)

Lu Ning/Jimmy Robertson-Mark Williams/Ricky Walden (20 h)

Williams a três vitórias do seu 24.º título no British Open
Source:
Source 1

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here